Make your own free website on Tripod.com

A Importância da Anamnese

         A autora apresenta considerações sobre a importância da anamnese para obtenção de êxito no diagnóstico, prognóstico e tratamento das enfermidades da cavidade bucal. Expressa sua opinião e de alguns autores.

         Considerações Gerais

         O Exame Clínico é o passo inicial para se realizar um tratamento como também para um melhor relacionamento entre paciente/profissional. O objetivo fundamental do exame do paciente é a elaboração do diagnóstico, do prognóstico e do correto planejamento terapêutico. Porém para obter-se êxito em um tratamento é preciso que se conheça os problemas que afligem o paciente.

         O cirurgião-dentista, em geral, é procurado não só para tratamento de uma doença dental ou similar, mas, também, como uma pessoa onde o paciente possa contar seus problemas sem que estes sejam propalados. O relacionamento com esse paciente deverá ser verdadeiro, compreensivo, porém sem precisar invadir a sua privacidade. Segundo Peabody, GENOVESE (1992,27), se "o tratamento de uma doença pode ser inteiramente impessoal, o manejo de um paciente é obrigatoriamente pessoal".

         Observa-se ultimamente, que com a tecnologia e a sofisticação dos exames complementares diminuíram significativamente a prática do exame clínico minucioso. A conversa com o paciente diminuiu e o exame físico ficou por conta dos exames complementares. "As máquinas só podem fornecer informações de utilidade baseadas na avalanche de dados que as alimentam, mas a compreensão dos problemas do homem só é possível através do pensamento humano". GENOVESE (1992, 28).

         Alguns profissionais preocupados apenas em resolver o motivo que levou o paciente a procurá-lo, descuida-se da anamnese, ou por achar que a mesma toma-lhe tempo, que poderia estar utilizando esse tempo em algo que lhe traria lucro em dinheiro. Entretanto, não percebe que com a anamnese ele lucraria em tempo e confiança, pois evitaria intercorrências e obteria êxito no tratamento.

         Observa-se ainda, que a exigência por maior produtividade, solicitada no serviço odontológico público, nos serviços de empresas e nos consultórios particulares conveniados ou não, aumentaram significativamente o descaso pelo exame clínico odontológico e médico, principalmente a anamnese.

         Não é admissível que um odontólogo tenha a visão voltada somente para os dentes, sem se preocupar com as estruturas adjacentes e com a saúde geral do paciente. Muitas das vezes encontramos lesões na cavidade bucal que são manifestações de doenças degenerativas, infeciosas, metabólicas, endócrinas e psíquica( bruxismo , líquen plano, herpes etc.) Daí a necessidade de uma anamnese bem detalhada para que erros sejam evitados.

         Conhecendo-se o paciente (a sua história odontológica, médica e familiar), e associando suas histórias ao exame físico e exames complementares , pode-se elaborar um diagnóstico ,um prognóstico, o qual determinará a oportunidade do tratamento.

         Há necessidade de ouvir-se opiniões de colegas diante de alterações que nos são desconhecidas. Nunca "fechar os olhos" a elas por falta de humildade. É melhor demonstrar-se o desconhecimento do que o descaso sobre a mesma. Opiniões de colegas especialistas sempre aumentará nossos conhecimentos.



Autora: Professora Maria Inez Rodrigues Neves.