Make your own free website on Tripod.com

Analgésicos, Antiinflamatórios, Antipiréticos

Estas são, com certeza, as substâncias mais prescritas pelo profissional cirurgião-dentista. Muitas vezes, um cuidado exacerbado é dado à estes medicamentos tendo em vista o fato de que, a maioria dos estudos realizados, objetivaram o julgamento destes fármacos para o tratamento de afecções músculo-esqueléticas degenerativas. Sem dúvida alguma, a maioria delas, bloqueia a síntese de eicosanóides como as prostaglandinas, tromboxanas e prostaciclinas, o que pode levar à efeitos adversos como por exemplo, o desconforto gástrico. Contudo, o avanço científico tem nos fornecido diversas substâncias capazes de bloquear um tipo de enzima ciclooxigenase (COX 2) envolvida em ocorrências patológicas diferente daquela comprometida em fenômenos fisiológicos (COX 1).

Na Odontologia, devemos sempre nos lembrar, que o uso de substâncias analgésicas/antiinflamatórias é por um curto período de tempo, pois nada substitui a intervenção clínica do profissional. Sendo assim, salvo em situações evidentes (paciente com gastrite, úlcera gástrica, discrasias sangüíneas, possíveis interações medicamentosas), o uso de tais agentes não traz complicações mais sérias. Além disto, devemos ter em mente que estas substâncias tem venda livre nas fármacias e drogarias e como de nossa própria cultura, nossos pacientes estão habituados a automedicação.

Dentre os muitos fármacos encontrados no comércio local, selecionamos alguns que, pelo seu perfil farmacocinético e dinâmico, tem sido utilizados satisfatóriamente em Odontologia:

 nimesulide

aceclofenaco diclofenaco piroxicam
meloxicam

cetoprofeno

ibuprofeno

tenoxicam

Existem também, substâncias que provaram ser analgésicos por excelência, como:

dipirona

paracetamol

Em Breve!!! Comentários sobre cada substância e posologia!!!